?

Log in

No account? Create an account

how bona to vada your dolly eek
rosas
innersmile
Aqui há uns anos valentes, comprei em Londres, numa loja em Old Compton Street, uma t-shirt que tinha na frente um logo pequeno com a expressão 'vada' e atrás a mesma palavra repetida três vezes, 'vada vada vada'. Pode parecer mentira, mas a t-shirt ainda me serve, apesar de eu só a usar em casa e para dormir. Uma destas noites tinha-a vestida e lembrei-me de, finalmente, fazer uma coisa que sempre me tinha intrigado, descobrir o significado de 'vada'. Como a t-shirt ainda é anterior à banalização do uso da net, é um bocado incompreensível como é que eu nunca me tinha lembrado antes de procurar.

Não sei porquê, mas eu tinha a ideia de que a palavra poderia ser uma espécie de dialecto, e até me lembrei de que poderia ser uma expressão cockney, que é uma maneira de falar típica de certas zonas de Londres, que tem sobretudo a ver com a pronúncia, mas também, acho eu, com um vocabulário particular. Bom, pouco depois de passar pelos nomes de empresas abreviados e coisas do género, descobri finalmente o fio à meada. Trata-se de uma palavra de um dialecto particular, o Polari, que utiliza as regras gramaticais do inglês mas que lhe acrescenta um vocabulário feito de palavras de outras línguas (iguais ou adaptadas, sobretudo do italiano).

As suas origens não são bem claras, mas é uma variante de uma série de léxicos de calão, usados nos meios da marinhagem ou da criminalidade, que tem ligações com outros dialectos utilizados um pouco por toda a Europa, sobretudo nas zonas portuárias.

Em Inglaterra, o Polari foi sobretudo um dialecto usado pelos homossexuais, relativamente popular até aos anos 60, ou seja até à descriminalização da homossexualidade, uma vez que era usada como uma linguagem secreta para evitar maus encontros com a autoridade. Hoje praticamente não é utilizado, excepto por alguns media como recurso estilístico. Morrissey usou o Polari no título do seu disco Bona Drag (que significa belas roupas) e na canção Piccadilly Palare, onde canta "So bona to vada, oh you, Your lovely eek and Your lovely riah" (riah, cabelo, é hair escrito ao contrário, um recurso frequentemente utilizado para alterar as palavras).

Lembro-me de que houve uma época em que na revista Attitude (que pena ter deixado de se distribuir em Portugal, pelo menos eu nunca mais a encontrei à venda) se utilizava muito uma expressão em Polari, 'fantabulosa', que se está mesmo a ver o que significa, e que tresanda a gay! Há algumas palavras de Polari que entraram no inglês comum, pelo menos naquele mais urbano, ou então palavras que adquiriram uma conotação ligada à sexualidade. Uma dessas é a palavra 'camp' que é usada sobretudo para descrever aquele tipo de homossexuais que utiliza muitos maneirismos, ou seja, as bichas. Agora o que é interessante, mas não sei se muito credível, foi uma explicação que encontrei para a expressão, um derivativo do acrónimo k.a.m.p, known as male prostitute.

Quanto ao facto de eu ter andado anos a passear-me por aí com uma t-shirt com uma palavra em Polari, Zhooshy!