February 15th, 2008

rosas

fado da normalidade

FADO DA NORMALIDADE

para o Mário F.

O que é que dita afinal
Num mundo que é tão vário
Quem é que é mais normal
O Zé, a Maria ou o Mário?

Qual é a pedra de toque
O mote da desgarrada:
O lisboeta bitoque
Ou o leitão à Bairrada?

Não há regra que sustente
E rimas só tem o verso
Na vida tudo é diferente
E bonito é ser diverso

Não há pessoas normais
Todos fogem aos padrões
Não somos todos iguais
Só clones, repetições.

E quanto a mim ó senhores
Só quero ter dois abrigos
A ternura dos amores
E o abraço dos amigos.