?

Log in

No account? Create an account

estação seca . 1/25
a_seco
innersmile
1

Assim como houve um dia prévio a toda a desordem, acreditas que haverá um ponto qualquer da tua vida em que os rios, as pedras ou as palavras façam um sentido que adivinhes mesmo sem te debruçares.

Moras por isso nessa instabilidade, por baixo da corda esticada, e sem que as águas te varram incertezas.

São oito, nove, dez, as horas que todos os dias dás à transumância. Em que te condenas sangrento a um tráfico decapitado, onde não pões a mínima gota de sal. E achas que és inteiro somente quando gemes, entredentes, a tua sorte triste ou a tua fé no paraíso.

Rapaz, este é o teu dia. Arde agora por toda a eternidade. Ou apenas até a tarde chegar ao fim.
Tags: