November 7th, 2007

rosas

à sombra no mundo

Não sei se já tinha acontecido antes, mas foi a primeira vez que reparei: o blog À Sombra dos Palmares regista mais visitantes com origem no Brasil do que em Portugal.




Para assinalar a ocasião condignamente, aí fica o mais recente poema lá posto, do último livro de poemas de Mia Couto, IDADES CIDADES DIVINDADES.

«VERSOS DO PRISIONEIRO (6)

O prisioneiro sabe
como são leves as paredes.

E como, de olhos cerrados,
se atravessam os tectos.

Todo o preso
sabe que o carcereiro
padece de mais pesada pena.»