October 16th, 2007

rosas

london london

« I'm lonely in London London is lovely so»

Fui procurar as entradas antigas do diário e chego à conclusão de que tenho referências ao Caetano Veloso suficientes para fazer um blog só com elas! Queria fazer aqui uma entrada a contar a história da minha relação com a extraordinária canção London London, mas não só já contei essa história, como já aqui pus a letra da canção, como o tal blog dedicado ao Caetano poderia ter uma tag só com ela, tal é o número de vezes que eu aqui a mencionei.
Como referi ontem, as canções do Caetano têm essa incrível qualidade de comentarem a minha vida (eu sei que não é bem isso, mas assim fica melhor), e London London descreve na perfeição o que era a cidade de Londres quando pela primeira vez a conheci, e o que foi a minha relação inicial com a cidade. Na realidade, essa canção fala do que era a minha vida na altura em que fui pela primeira vez a Londres, e do meu estado de espírito quando me apaixonei pela canção.

Para isto não ser sempre a mesma coisa (como se…) faço agora uma fuga ao tema para dizer que a minha relação com a minha memória é um pouco como aquela história da moda dos revivalismos e dos revivalismos da moda: agora está na moda o revivalismo dos anos 60, depois passa a estar o dos anos 70, depois dos 80 e por aí fora. Ultimamente ando a cismar muito num determinado Verão da minha vida, o de 1977, e como nesse Verão, aparentemente tranquilo e até um pouco aborrecida, aconteceram coisas que me marcaram, que forma decisiva (tenho consciência de que esse ano terá sido ainda decisivo para muitos amigos aqui do livejournal porque foi nele que nasceram, ou mesmo em que os seus pais nasceram…). Ora como isto era uma fuga, mas não um off-topic, uma das coisas importantes que aconteceram nesse Verão foi eu ouvir, muitas vezes, o disco ao vivo do Caetano com o Chico Buarque. Tenho a vaga ideia de que o comecei a ouvir por causa do Chico, mas nesse mesmo ano ou no ano imediato comprei o disco Bicho, e a minha relação com a música do Caetano tem sido sempre a subir.

A canção London London, no entanto, só mais tarde entraria na minha vida, aí por meados da década de 80 quando um dia, ao ouvi-la por mero acaso, na companhia de uma pessoa que foi muito especial para mim, descobri que de facto ela falava de mim.
A versão da canção no clip que se segue é a que Caetano Veloso fez para o show de Cê Ao Vivo, e a que apresentou no Sábado passado no Coliseu quando, mais uma vez, a cantou só para mim.



«I'm wandering round and round nowhere to go
I'm lonely in London London is lovely so
I cross the streets without fear
Everybody keeps the way clear
I know, I know no one here to say hello
I know they keep the way clear
I am lonely in London without fear
I'm wandering round and round here nowhere to go

While my eyes
Go looking for flying saucers in the sky

Oh Sunday, Monday, Autumm pass by me
And people hurry on so peacefully
A group approaches a policeman
He seems so pleased to please them
It's good at least to live and I agree
He seems so pleased at least
And it's so good to live in peace and
Sunday, Monday, years and I agree

While my eyes
Go looking for flying saucers in the sky

I choose no face to look at
Choose no way
I just happen to be here
And it's ok
Green grass, blue eyes, gray sky, God bless
Silent pain and happiness
I came around to say yes, and I say

But my eyes
Go looking for flying saucers in the sky»