?

Log in

No account? Create an account

lastro
rosas
innersmile
Deve haver poucas coisas mais complicadas (falo, claro, daquelas coisas quotidianas, que não ameaçam vida ou fazenda) do que desmantelarmos o que foi a nossa mesa de trabalho durante muitos anos (acrescentando, na versão moderna, a limpeza do disco do computador). Tem sido isso que eu tenho feito nos últimos dias, e fico completamente melancólico com as pilhas de papéis que tenho de deitar fora, com aquelas pequenas coisas (uma fotocópia, um recorte de jornal, uma caixa de clips coloridos, uma dedeira em borracha, recibos de vencimento antiquíssimos, uma pasta com folhas de papel de cópia muito fininho) que guardamos só porque sim, porque no momento não fazia sentido deitar fora, e que agora se transformam numa incómoda pilha de inutilidades. São peso morto, que deve ser deitado borda fora. Mas com cada pieguice que vai para o caixote do lixo, parece que é um pedacinho da nossa vida que vai junto.