March 29th, 2007

rosas

(no subject)

«Escrevo para registar o que é fugaz. Para deter as coisas. Para registar certos factos. Parece-me que é isto. Escrevo para registar, para fixar, para demorar.»

É uma citação de Alexandre O’Neill, retirada de uma entrevista concedida em 1968 ao jornal A Capital, e respigada, obviamente, da biografia literária do poeta, da autoria de Maria Antónia Oliveira. Acho que, ao fim de quase seis anos de escrita quase quotidiana deste diário on-line, encontrei a epígrafe perfeita para o innersmile.