?

Log in

No account? Create an account

balanço I - concertos, espectáculos, exposições
rosas
innersmile
E eis que chegámos à época das listas. Vão ser quatro ao todo, que irão aparecer ao longo dos próximos dias.

O ano não foi grande coisa em termos de concertos e espectáculos ao vivo, sobretudo no que toca à quantidade.

Mesmo assim vi grandes concertos, a começar pelo Alfred Brendel na Casa da Música, que foi sem dúvida a highlight do ano. Dois concertos de Bernardo Sassetti, a contar para o soma e segue: no Gil Vicente em Coimbra a apresentar a banda sonora de Alice, num espectáculo diferente do habitual, com recurso a imagens projectadas, e no palco do Europarque em trio de pianos, com Mário Laginha e Pedro Burmester. Merecem ainda destaque os concertos de Lila Downs na Casa da Música e o de Ney Matogrosso no Páteo das Escolas, em Coimbra (o terceiro concerto de Ney a que assisto em 3 anos).

Durante o ano vi apenas três espectáculos de dança. O lado positivo é que foram trabalhos de três dos melhores coreógrafos nacionais: Paulo Ribeiro, Olga Roriz e Rui Horta.

No que toca ao teatro, a quantidade também não foi muita. Ainda assim a possibilidade de ver uma ópera em palco, o Rigoletto, de Verdi, uma adaptação de Romeu e Julieta de Shakespeare, e um musical famoso, Miss Saigon.

Aí fica, para referência futura, a lista completa. 

Concertos:

- Vitorino (TAGV)
- Brad Mehldau Trio (CdM)
- Little Freddie King (TAGV)

- Bernardo Sassetti, Alice (TAGV)
- António Rosado (TAGV)
- Alfred Brendel (CdM)
- Ney Matogrosso (Páteo das Escolas, Coimbra)
- Lila Downs (CdM)
- Três pianos: Bernardo Sassetti, Mário Laginha e Pedro Burmester

Dança:

- Memórias de Um Sábado com Rumores de Azul, Paulo Ribeiro (TAGV)
- O Amor ao Canto do Bar Vestido de Negro, Olga Roriz (TAGV)
- Pure, Rui Horta, pela Companhia Instável (TAGV)

Teatro:

- Romeu e Julienta, de William Shakespeare, encenação de John Ratallack (TAGV)
- Miss Saigon (Coliseu Lisboa)
- Orgia, de P.P Pasolini, pelos Artistas Unidos, encenação de Pedro Marques (TAGV)
- Rigoletto, de G. Verdi, pela Ópera Estatal de Bashkir (TAGV)
- Materna Doçura, de Possidónio Cachapa, pelo ACERT, encenação de José Rui Martins (TAGV)
- Play, de Samuel Beckett, pela Escola da Noite, encenação de Sofia Lobo (OMT)
- As Crianças e Os Que Rastejam, de Russel Edson, pela Companhia Camaleão, encenação de José Geraldo (TAGV)

Exposições:

- A Vida e Obra de Frida Khalo (CCB)
- XX Visão do Feminino na Colecção dos Encontros de Fotografia (CAV)