?

Log in

No account? Create an account

as crianças & os que rastejam
rosas
innersmile
Um espectáculo da companhia Camaleão reúne duas peças em um acto do norte-americano Russell Edson, escritas nos anos 70: As Crianças e Os Que Rastejam. Em cena estão famílias e as suas disfuncionalidades, num registo bem-humorado mas impiedoso e cáustico. Gostei muito dos textos, achei-os muito ricos, a permitirem várias leituras, o que é sempre um desafio enorme em se tratando de textos para teatro.
A encenação, de José Geraldo, ousa algum arrojo, ao optar por um registo caricatural que contrasta com as ‘piccolas’ tragédias que afligem as personagens e as submergem em existências conformadas e angustiadas. Na representação, dois actores que costumamos ver na Bonifrates, Fernando Taborda e Victor Torres, e ainda Helena Faria, Adelaide Seabra e Pedro Malacas.

Vale a pena salientar que a Escola da Noite tem novo espectáculo em cena, o que fez com que na noite de hoje os espectadores de teatro da cidade tivessem alternativas. Que bom!
Tags:

(no subject)
rosas
innersmile
Ainda não foi esta semana que consegui acordar antes de O Expresso se esgotar nos quiosques. Mas hoje consegui passar os olhos pela última edição e gostei bastante do novo formato e dos novos conteúdos.

Vinha n'O Expresso, creio que na secção Gente, e é uma daquelas histórias que si non è vero è bene trovato. Diz que Henrique Granadeiro, o patrão da PT, deu um almoço de acção de graças num monte alentejano, que foi um acontecimento social obrigatório. Álvaro Barreto, um dos presentes, terá perguntado a Belmiro de Azevedo se ele também ia, ao que o patrão da Sonae terá respondido: «Anda se fossem acções de graça». Genial, Sr. Engenheiro!