?

Log in

No account? Create an account

pirates of the caribbean
rosas
innersmile
Quase um mês sem ir ao cinema. Num tipo que é viciado em filmes e em entretenimento alienante. Deve estar-se a passar algo de muito errado. Ou melhor, não se está a passar, não está a passar filme nenhum. E o panorama é tão fraco que nem me apetece sair de casa para ir ver filmes da treta. Além de que o Avenida está fechado e as alternativas são os centros comerciais e os seus filmes a metro.
No fim de semana, consegui ir ver o Pirates of the Caribbean – Dead Man’s Chest. Mais do mesmo, para quem viu o primeiro. Quer dizer, digo eu, que não me lembrava nada do primeiro filme, excepto do Johnny Depp e do seu Jack Sparrow. Também me lembrava de que entrava bastante rapaziada morta, em adiantado estado de calcificação marítima, mas do enredo não me lembrava de nada.
O filme cumpre a sua missão, ou seja, divertir e distrair, tem piadas engraçadas, o Johnny Depp domina com gozo a personagem, mas… Quase três horas daquilo é uma coisa inconcebível. Este pessoal de Hollywood tem obrigação de saber que um filme de aventuras, para mais com aspiração a blockbuster, não pode durar mais de noventa minutos, uma hora e cinquenta no máximo dos máximos. Um exagero de metragem, que consegue cansar e, num filme de aventuras, provocar o assassino bocejo. Os filmes de entretenimento são como as canções pop, vivem da brevidade e da leveza, essas duas características fazem parte da própria essência do produto. Imagine-se uma canção pop com a duração de um tema de rock sinfónico! Quer dizer, tirando a Bohemian Raphsody, mas essa não conta porque os Queen são os Queen e nos anos setenta as regras eram outras.

E agora para algo não tão completamente diferente.
Há uma sequência no filme em que um marinheiro canta a famosa canção (creio que do livro A Ilha do Tesouro de Robert Louis Stevenson) de onde foi retirado o subtítulo do filme:

"Fifteen men on the dead man's chest—
...Yo-ho-ho, and a bottle of rum!
Drink and the devil had done for the rest--
...Yo-ho-ho, and a bottle of rum!"


Claro que para todos os que prestam culto no altar de São Tom Waits a expressão 'dead man’s chest' invoca o fabuloso álbum Rain Dogs (de 1985?), onde é citada directamente na canção Jockey Full of Burbon.
Eu adoro este disco do TW, é dos meus preferidos, onde o domínio melódico do compositor (que para mim atinge o zénite na banda sonora de One From The Heart, o filme mágico de Francis Coppola) se casa na perfeição com a sua capacidade de contar histórias, criar universos ficcionais, em letras muito densas e narrativas e saturadas de personagens, peripécias e referências. Neste disco esse universo é muito o das histórias de marinheiros e piratas, um ambiente que passa por Corto Maltese e, precisamente, pela Ilha do Tesouro.
Aliás é curioso que a composição de Jack Sparrow também deve muito a este tipo de universo, há ali muito da postura que lemos no disco de Tom Waits, aquela coisa do desprezo pelo perigo, do pequeno crime, da moralidade rasa mas que no fim sempre salvaguarda aquilo que é deveras importante. Bom, agora que me lembrei disto e que estou a entrever um pouco do Tom Waits no Jack Sparrow, parece que estou a gostar mais do filme!
Primeiro pensei só pôr a primeira estrofe e o refrão de Jockey Full of Burbon, mas pensando melhor acho que vou mesmo transcrever a letra toda.

Edna Million in a drop dead suit
Dutch Pink on a downtown train
Two-dollar pistol but the gun won't shoot
I'm in the corner on the pouring rain
Sixteen men on a dead man's chest
And I've been drinking from a broken cup
Two pairs of pants and a mohair vest
I'm full of bourbon, I can't stand up

Hey little bird, fly away home
Your house is on fire, children are alone
Hey little bird, fly away home
Your house is on fire, your children are alone

Schiffer broke a bottle on Morgan's head
And I'm stepping on the devil's tail
Across the stripes of a full moon's head
And through the bars of a Cuban jail
Bloody fingers on a purple knife
Flamingo drinking from a cocktail glass
I'm on the lawn with someone else's wife
Admire the view from up on top of the mast

Hey little bird, fly away home
House is on fire, children are alone
Hey little bird, fly away home
House is on fire, your children are alone

I said hey little bird, fly away home
Your house is on fire, your children are alone
Hey little bird, fly away home
House is on fire, your children are alone

Yellow sheets on a Hong Kong bed
Stazybo horn and a Slingerland ride
"To the carnival" is what she said
A hundred dollars makes it dark inside
Edna Million in a drop dead suit
Dutch Pink on a downtown train
Two-dollar pistol but the gun won't shoot
I'm in the corner on the pouring rain

Hey little bird, fly away home
Your house is on fire, your children are alone
Hey little bird, fly away home
Your house is on fire, your children are alone