July 14th, 2006

rosas

serviço público

Aqui há uns tempos, para celebrar o ano Mozart, o Público editou os cd’s com a integral das sonatas para piano pela Maria João Pires. Esta semana começou a editar em dvd as óperas. Sempre com o selo da DG. Enfim, uma oportunidade de ouro de, por oito ou nove euros, trazer para casa algumas das óperas mais célebres, e também das mais divertidas, com a garantia de um selo de qualidade e, previsivelmente, de muito boas produções.
O primeiro disco traz A Flauta Mágica numa famosa produção da Metropolitan Opera, dirigida por James Levine e com criação gráfica do pintor David Hockney. Comecei a ver ontem, como sempre à procura dos trechos mais conhecidos como a área da Rainha da Noite ou o diálogo do Papageno e da Papagena. A ópera é um espectáculo muito entusiasmante, no final de uma área, quando a plateia rebenta em aplausos, há sempre a sensação feliz de que se assistiu a uma coisa especial. Não tenho a certeza, mas acho que a colecção do Público incluí ainda Don Giovanni, Cosi Fan Tutte, e mais uma que eu agora não me lembro de se é As Bodas de Fígaro ou O Rapto do Serralho.


E já que estamos numa de serviço público, lembrar aquele ditado que diz que a melhor forma de curar a modidela de um cão é com o pelo de outro cão. Ou seja, a VI série de Os Sopranos começa na próxima segunda-feira, no canal 2, à hora do costume.