December 9th, 2005

rosas

(no subject)

FADO DO LADRÃO

Ando em busca de um Amor
Que seja da minha cor
Que me dê o que ele dá
Mas acho que ando à procura
Dessa fonte de loucura
Onde o Amor nunca está

Bati em todas as portas
Sobretudo nas mais tortas
E numa ou noutra mais bela
Sabendo-me de chegada
Fugia à desfilada
O Amor pela janela

Estando já desesperado
Meti-me por todo o lado
Que soube ou que fui capaz
Beijei a luz das espigas
Nos lábios das raparigas
Nos olhos de algum rapaz

Quando por fim tu vieste
Tomei o Amor que trouxeste
Como sendo a solução
Mal sabia que esse Amor
Só sabia espalhar dor
E no resto era ladrão

Roubou tudo o que era meu
O Amor que apenas deu
Em vez de prazer, tortura
Quis tudo o que o amor dá
E ele afinal nunca está
Onde a gente o procura