October 25th, 2005

rosas

te recuerdo

Hoje de manhã quando vinha para o trabalho, o tema na Antena 2 era o violoncelista Mats Lidstrom e a sua música, a que ele toca enquanto executante e a que compõe.
Já só apanhei a fase final do programa, em que se falava do seu cd Tintin Suite, dedicado ao famoso herói da banda desenhada de Hergé. Para além da suite composta pelo violoncelista sueco, ainda integram o disco composições típicas de lugares onde se desenrolam algumas das aventuras de Tintin.
Para ilustração musical, foi apresentado o tema Te Recuerdo Amanda, de Victor Jara, com um belíssimo arranjo para violoncelo e guitarra clássica (tenho a impressão de que o locutor apresentou o tema como sendo inspirado no de VJ, mas não, era mesmo a própria canção). A verdade é que para mim, essa canção não é do Victor Jara, mas sim do Robert Wyatt. Conheci-a cantada pelo RW e foi pelo RW que eu sempre a ouvi.

«Te recuerdo, Amanda,
la calle mojada,
corriendo a la fábrica
donde trabajaba Manuel.

La sonrisa ancha,
la lluvia en el pelo,
no importaba nada,
ibas a encontarte con él.»


Talvez por isso, apesar do compromisso político e da carga ideológica do Robert Wyatt, mais disfarçada agora, mais forte e evidente quando eu o conheci e comecei a ouvir, apesar disso, dizia, sempre me comovi com o tema da Jara enquanto canção de amor, muito mais do que com a sua leitura política («Que partió a la sierra, y en cinco minutos quedó destrozado. Suena la sirena, de vuelta al trabajo muchos no volvieron, tampoco Manuel.»).

Tenho uns poucos de cd’s do RW, mas são os mais recentes, esses discos com as canções mais políticas tinha-os em vinil. O que significa que um dia destes vou ter de andar à procura de um cd que tenha o Te Recuerdo Amanda, a Yolanda, o Biko, do Peter Gabriel (que para mim também é uma canção do RW). Mas também fiquei cheio de vontade de encomendar o cd do Mats Lidstrom, apesar de este se vender exclusivamente no site do Tintin.