September 1st, 2005

rosas

(no subject)

OPUS 2, N. 55

Deixa a noite descerrar os meus sentidos,
Percorrer o mapa de todas as veias,
Assassinar os fantasmas com doçura infantil,
E coroar os mendigos, as prostitutas e os loucos.


- Alberto de Lacerda (31.5.58)