?

Log in

No account? Create an account

old jerusalem
rosas
innersmile
Concerto duplo inserido no festival Santos da Casa, promovido pela RUC.
Na primeira parte The Unplayable Sofa Guitar, um projecto country de Paulo Miranda.
Na segunda Old Jerusalem, a apresentar ao vivo o álbum 'Twice The Humbling Sun', com canções novas pelo meio. Pareceu-me um conjunto de canções mais depurado, mais conciso, mais reduzido ao osso, do que o trabalho de 'April'. Ver o Franciso Silva (que também tinha integrado a formação dos TUSG) ao vivo é uma emoção, há ali uma fragilidade, uma exposição, que arrepia. Quando um artista se apresenta assim, sozinho, apenas carregando consigo a bagagem das emoções, é sempre um número mais arriscado, de total assumir de responsabilidades. Mas no caso de Old Jerusalem isso é ainda mais intenso, porque a voz e a guitarra de FS parecem oferecer-se integralmente, num jogo quase teatral de exposição e disponibilidade, em que as emoções, na maior parte do tempo, são um fio finíssimo que escorre pelo palco em direcção ao público, mas parece perder-se, quase sumir-se no caminho, obrigando o público, ele próprio, também, a um esforço, a levantar-se da cadeira e ir lá, a essa 'no man's land' que fica entre o artista e nós, à procura de uma emoção perdida. Não é música para preguiçosos nem para empedernidos da vida, esta que parece esconder sempre o sabor de uma lágrima que seca num rosto, e que nos é trazida por Old Jerusalem.
Tags: