?

Log in

No account? Create an account

um ano
rosas
innersmile
Há uns meses atrás, o parlamento espanhol realizou um inquérito ao 11 de Março, e ao papel que os vários intervenientes tiveram nesses dias vertiginosos e dolorosos que mediaram entre a manhã do atentado terrorista e o Domingo seguinte de eleições. No inquérito trocaram-se muitas acusações azedas entre os dois principais partidos espanhóis, que se atribuíam mutuamente as responsabilidades de terem feito um aproveitamento político da tragédia com fins eleitoralistas. Finalmente, a comissão de inquérito ouviu uma representante das famílias das vítimas, que, perante uma assembleia silenciada de vergonha, disse mais ou menos isto: discutiu-se muito aqui nestes últimos dias o que se andou a fazer nesses três dias de Março; eu digo-vos o que andámos a fazer - a procurar os nossos filhos, os nossos irmãos, os nossos cônjuges, os nossos amigos, a tratar deles ou a chorá-los.
Hoje que passa um ano sobre essa enorme e terrível tragédia que nos acertou em cheio, é só isso que é importante e é só isso que faz sentido homenagear: os nossos filhos, os nossos irmãos, os nossos cônjuges, os nossos amigos.