?

Log in

No account? Create an account

flanando
rosas
innersmile
O livro ‘Paris, Os Passeios de um Flaneur’, do Edmund White, anda, desde o início do último Verão, no porta-luvas do meu carro. De vez em quando tiro-o, leio umas páginas, e lá o torno a guardar. Agrada-me a ideia daquele livro ter a sua sede no carro.
Hoje fui almoçar ao parque verde. Lá viajou o livro até à beira rio, para fazer companhia enquanto não chegava o almoço. A marcar a página, um recibo da imprensa nacional. Impressos.
Páginas breves sobre o tempo em que Beaudelaire viveu num aposento arrendado de um ‘hôtel’ da Ilha de S. Louis. 'Hôtel', claro, no sentido parisiense. Um cortinado de damasco. Luvas cor de rosa. Os cuidados de Jeanne, a mulata.
Depois do almoço, passeio pelo parque, só um bocadinho, para apanhar uma pontinha de sol. Depois, tornei a guardar o livro no porta-luvas e voltei para a treva.
Tags: ,