?

Log in

No account? Create an account

joão semana
rosas
innersmile
Ontem não foi dia dos namorados nem nada, mas pela primeira vez na vida ofereceram-me flores! E chocolates. Um ramo de margaridas amarelas e um saco com mini-toblerones. Quer dizer, não foi a primeira vez que ofereceram chocolates, mas foi a primeira que me ofereceram flores & chocolates. Agora só me falta mesmo arranjar quem queira namorar comigo. Mas em três dias, hmmm...

Tem estado a passar, desde há umas semanas, à sexta-feira à noite na rtp, a série 'João Semana', que Moita Flores adaptou de As Pupilas do Sr. Reitor, de Júlio Diniz.
Vi hoje pela segunda vez (acho que foi o quarto episódio), e acho que nunca me tinha dado tanto prazer ver ficção portuguesa na televisão. Não é que seja uma série espectacular, inesquecível, daquelas que fazem história televisiva. Mas é daquelas que se vêem ao serão, com gozo e com interesse. O que, com a televisão que temos hoje em dia, já não é nada pouco. O Nicolau Breyner é um grande actor, e chega a ser comovente ver a intensidade e o sentido da sua interpretação, sobretudo porque é feito sempre num registo contido, de uma certa escassez, que vai muito bem com a bonomia e a tranquila determinação da personagem.
É uma vergonha, mas a verdade é que nunca li Júlio Diniz. E, caramba!, já vou atrasado trinta anos, que a minha mãe leu-o na adolescência, que será, provavelmente, a altura ideal para o ler. Mas um dia destes vou ter de recuperar dessa falta.