?

Log in

No account? Create an account

obviamente, demito-me
rosas
innersmile
Fez no dia 11 um mês que o primeiro-ministro apresentou a sua demissão, rodeado de todo (todo?, não quase todo, uma dupla de ministros indómitos recusou-se a participar no número) o governo, num gesto de grande simbolismo e certa pompa e solenidade, e passando desde essa data a governar em regime de gestão corrente.
Desde então, e que se saiba, pelo menos dois ministros demissionários já se quiseram demitir outra vez, por desavenças com o primeiro-ministro.
Como é que, nem em gestão corrente, o primeiro-ministro e os seus ministros param de andar sempre a jogar às traições e às facadas nas costas?
Quantas vezes se pode demitir um ministro?
Quando já se tiverem demitido todos os ministros demissionários, como é que se faz: começam-se a demitir, por crédito de antecipação, os putativos ministros do próximo governo?