?

Log in

No account? Create an account

não ponho esperança em mais nada
rosas
innersmile
Aqui há uns meses, apareceu um comentário numa entrada já bastante antiga do innersmile, a propósito de um comentário muito breve que eu tinha feito à Né Ladeiras, e ao facto de a Né ser um dos mais secretos segredos em Portugal. Um bocado criminoso, a Né não ter tido a carreira e a divulgação que merece, não só pela voz, mas também pelas escolhas que fez, sempre as mais difíceis, nunca enveredando pelos caminhos mais fáceis.
O tal comentário era do Tiago Torres da Silva, que tinha sido o letrista de muitas das canções do disco que eu referia nessa entrada, em parceria com o Chico César, autor das músicas, e de quem eu me lembrava de ter visto uma peça de teatro no estúdio do TEUC, 'É o mar, Alfonsina, é o mar'.
Mandei-lhe um mail, ele respondeu, trocámos ainda mais meia dúzia de mails, e eu acabei por deixar cair a correspondência, como muitas vezes faço, dada a minha total inabilidade para manter um certo contacto social. Depois, fico-me a roer por dentro por ser tão incapaz, inábil e desinteressante, mas enfim, é o que há!
Ontem, tinha novo comentário do Tiago a anunciar o seu blog, Canções do Tiago, onde ele fala das canções que escreveu, conta a 'pequena história' que está por detrás delas, e edita-lhes a letra. São canções lindíssimas, sobetudo as que escreveu para fados, que são as minhas preferidas.
Vale a pena encantarmo-nos com as Canções do Tiago.