?

Log in

No account? Create an account

(no subject)
rosas
innersmile
Excursão familiar para ver o Cats no Coliseu. Parece que gostei mais do que quando vi da outra vez, em Londres. Mas isso deve ser por causa do Coliseu. Aquela sala é tão magnífica que se tem gozo só por estar lá, a ver qualquer coisa.
Agora, há uma coisa engraçada. Há dois ou três anos, quando esteve o Chicago no Coliseu, aquilo andou sempre fraquinho emtermos de afluência. Agora fazem-se excursões e está a lotação praticamente sgotada. E isto apesar de, na minha opinião, o Chicago ser um musical imensas vezes superior ao Cats (na realidade, superior a todos os que vi do Andrulóide Uéber, juntos!). Bom, em primeiro lugar, claro que o Cats é um dos musicais mais famosos, muito mais popular do que o Chicago. Mas parece-me que as razões não estarão tanto aí. O Cats entrou naquele esquema das excursões dos velhotes da província, tipo espectáculos do La Féria. A promotora da temporada conseguiu fazer uma boa publicidade e meter o Cats no esquema das agências de viagens e das câmaras. Além disso, como sempre funciona em Portugal, o 'bouche à oureille' também funcionou: quando começamos a ver que toda a gente (amigos e inimigos) vai, sentimos logo que também temos de ir, não queremos fazer a figura de urso de sermos os únicos no escritório que não fomos. Não estou a criticar, note-se. Ainda bem que é assim, porque se for assim, Lisboa entra definitivamente no circuito ínternacional dos grandes espectáculos (como já acontece nos concertos) e isso é bom. Por exemplo, ontem no Coliseu já se fazia publicidade ao Mamma Mia, lá para Abril/Maio (e esse é outro que eu não vou perder, apesar de também já ter visto, e ser no Pavilhão Atlântico, que não tem nada a ver, que aberração de sítio para um musical).
Tags: