?

Log in

No account? Create an account

(no subject)
rosas
innersmile
Deixei-te no precipício da primavera
pousado entre a dor de um sonho
tornado realidade, e as ruas imaginárias
de dias que apenas ameaçavam espera

Troquei as madrugadas fabulosas
pela duração fugaz de um esquecimento
não traz a tua voz a voz do vento
mas traz-te um murmúrio sussurrado

Deixei-te em precipício, desamparado
julguei que à frente havia flores, jardins
julguei que eram promessas os desejos
pedras soltas na calçada do caminho
Deixei-te inteiro o saque que roubavas
- perdido para sempre, no teu rasto
Tags: