?

Log in

No account? Create an account

spider-man 2 et al
rosas
innersmile
O innersmile é tão velho que consegui descobrir a entrada em que falo do primeiro spider-man! A propósito, tudo o que escrevo nessa entrada, mantém-se válido para o Spider-Man 2, que é uma sequela muito digna e divertida, e que fui ver no Domingo. Acho que não tinha destacado isso da outra vez, por isso aproveito para dizer que os voos do homem-aranha são espectaculares, verdadeiramente bem feitos, com a câmara a deslocar-se de forma a realçar o sentido do movimento do voo. Gostei muito.
E pronto, está arrumado.

Aproveito só para acrescentar que o vilão do filme é desempenhado pelo Alfred Molina, que fez há muitos anos um dos meus filmes preferidos: Prick Up Your Ears, baseado na biografia que John Lahr escreveu sobre a vida do dramaturgo Joe Orton, e que foi realizado pelo Stephen Frears. Neste filme, o papel do Orton é desempenhado pelo Gary Oldman, e o Alfred Molina faz de Kenneth Halliwell, o amante de Orton que foi responsável pela ascensão de Orton enquanto dramaturgo e que acabou por o matar, à martelada, numa crise de louco cíume, provocado quer pelo sucesso de Orton, quer também pelas suas frequentes escapadelas extra-matrimoniais, e sobretudo pelo receio de que Orton o ia deixar, farto da paranóia de Kenneth que, para além de infernizar a vida do casal, era percepcionada por Orton como um entrave à sua carreira de escritor de teatro conhecido; o que, precisamente, deixava o Kenneth ainda mais louco e furioso, uma vez que ele tinha contribuído em muito para o sucesso dessa carreira. Outra personagem importantíssima no filme, desempenhada pela Vanessa Redgrave, é a de Peggy Ramsay, que foi agente e protectora de Orton, e de que já falei aqui no innersmile a propósito da sua relação tardia com o actor Simon Callow.
E pronto, eis como se começa a falar de um filme e se acaba a falar de outro completamente diferente.
Tags: