?

Log in

No account? Create an account

had to be you
rosas
innersmile
[para a Petra]

Durante a tarde, um avião sobrevoou um edifício em cujo topo há um letreiro que anuncia: ‘Rick’s Cafe Americain’.

Mais tarde, Ilsa e Victor entrarão nesse edifício. Ilsa aproximar-se-á de Sam, o pianista negro, e pedir-lhe-á para, em nome dos velhos tempos, tocar As Time Goes By. Sam vai hesitar, vai-se desculpar que está esquecido e enferrujado, mas Ilsa vai recordar-lhe a melodia da canção. Depois, quando Sam começar a tocar, Ilsa vai pedir-lhe que cante: «you must remember this, a kiss is just a kiss, a sigh is just a sigh». Enquanto Sam estiver a cantar, o rosto de Ilsa iluminar-se-á, mas apenas para realçar a sombra pesada que lhe invade a memória. A porta do salão de jogos vai-se abrir abruptamente e Rick repreenderá Sam porque lhe tinha dito para não tornar a tocar As Time Goes By. E então vai ver Ilsa, os seus olhares vão-se cruzar, e Sam vai parar de tocar, afastando o piano de entre os dois.

Mas por enquanto, agora ao princípio da noite, o letreiro que anuncia ‘Rick’s Café American’ está todo iluminado. De cada vez que a porta se abre para entrarem novos clientes, ouve-se o barulho de música, de vozes, gargalhadas. Dentro do clube nocturno, que tem um ambiente elegante de despreocupação e intriga, Sam, ao piano, canta It Had To Be You:

It had to be you, it had to be you
I wandered around, and finally found - the somebody who
Could make me be true, and could make me be blue
And even be glad, just to be sad - thinking of you

Some others I’ve seen, might never be mean
Might never be cross, or try to be boss
But they wouldn’t do
For nobody else, gave me a thrill - with all your faults,
I love you still
It had to be you, wonderful you It had to be you