?

Log in

No account? Create an account

mentiras são mentiras
rosas
innersmile
Tenho de admitir que fiquei satisfeito por o relatório Hutton ter sido muito benévolo para o Tony Blair. Apesar de me irritar (muito) esta coisa dele ser o caniche do Bush, a verdade é que eu gosto muito do primeiro-ministro inglês. Acho que é de uma estirpe de estadistas que é cada vez mais rara. Além disso, ainda não me livrei do trauma Tatcher que verdadeiramente só começou a amolecer com a chegada do Blair a Downing St. e com uma espécie de respirar aliviado da Inglaterra. Depois, não consigo perceber os ‘tories’ e a sua obstinação anti-europeia. Em suma, fiquei contente por esta semana ter corrido muito bem ao Blair, e ele não ter sido obrigado a demitir-se.

Mas hoje ao ler o Público, indignei-me. Resulta das notícias, e sobretudo do editorial do director do jornal, que o governo inglês foi enganado pelos serviços secretos ingleses na história das armas de destruição maciça, que não houve manipulação de notícias, pois, como escreve o director do jornal, “enganos não são mentiras”. Bullshit!
A principal mentira é que nenhum governo, nem o americano, nem o do caniche britânico, nem o dos chiuauas como o nosso, assumiu as verdadeiras razões da guerra. Ok, ninguém gosta de passar para a opinião pública a imagem de que se é ganancioso e que a única mola que faz mover as nações é a do interesse, e do interesse económico.

Mas é preciso ter uma enorme cara de pau para vir dizer que foram enganados pelos serviços secretos. Hello? Será que o Blair não ouviu o rumor dos milhares de pessoas que estiveram na maior manifestação de sempre no Reino Unido?! Será que ele não leu os resumos de imprensa que o Alaistar Campbell lhe metia na mesa do pequeno-almoço?! Será que, perante o clamor global, não lhe passou pela cabeça a possibilidade de não haver armas de destruição maciça nenhumas?! Três vezes bullshit!!!!

Detesto quando estes tipos começam a tratar o povo por mais estúpido do que já o fazem normalmente. Como é que alguém pode acreditar que o Blair foi enganado pelos serviços secretos na história das armas e dos quarenta e cinco minutos?! Como é que o Blair acha que alguém pode acreditar que ele foi enganado e por causa desse engano de que foi vítima, atirou com milhares de jovens ingleses para a guerra e exigiu ao país um gigantesco esforço financeiro!? E faz algum sentido dizer que foram enganados, mas ainda bem que foram porque o mundo está melhor sem o Sadam? Que cinismo!

Wake up and smell the coffee, Tony: ninguém acredita nessa história. Limpar um erro com outro erro só perde para limpar uma mentira com outra mentira na escala das más jogadas políticas. O juiz Hutton pode tê-lo ilibado de responsabilidades no suicídio de David Kelly, mas duvido muito que os ingleses alguma vez venham a perdoar o primeiro-ministro que lhes devolveu a esperança e a alegria para acabar a tratá-los como atrasados mentais.
Tags:

(no subject)
rosas
innersmile
A versão panificadora da célebre máxima 'no pain no gain' será 'no grain no pães'?

Claro que este post é dedicado ao breathing pearl.
Tags: