?

Log in

No account? Create an account

matchstick men
rosas
innersmile
Nao há muito a dizer de Matchstick Men / Amigos do Alheio (bom, sempre há a dizer que o título em português é completamente idiota, e se não fosse terem-me chamado a atenção para o filme, para o realizador e para o actor, eu nem tinha detido o olhar na lista das estreias da semana só a avaliar pelo título!). É um filme leve, divertido, com um argumento muito bem feito e muito bem concretizado, com o Ridley Scott a mostrar que também é capaz de fazer filmes de argumento e não apenas blockbusters. O filme faz lembrar o Catch Me If You Can, muito por causa da banda sonora, que é divinal, muito Sinatra, muito daqueles arranjos muzak que se usavam nos anos 70 (estilo música de elevador, mas elevador à maneira, nada de elevador de parque de estacionamento de centro comercial), mas também por causa do tema e do ambiente do filme, aquilo tudo muito 'glossy', muito pseudo-sofisticado. O filme vale ainda, claro, pelo Nicolas Cage, que é o melhor actor desde a invenção do golpe do vigário. Palavra, o Nick Cage (eu trato-o assim para parecer que somos amigos) faz um papelão, cheio de tiques e manias, mas ao mesmo tempo sem perder aquele ar cool que só ele é que sabe fazer, mas ao mesmo tempo sem nunca deixar de mostrar com os olhos aquela angústia terrível que submerge a alma da personagem, e isto tudo, note-se, enquanto aspira a casa. Enfim, o Nick, o argumento, a banda sonora e o tom 'tongue-in-cheek' do filme valem bem a ida ao cinema.

Serviço Público
The Experiment é uma série que está a dar na BBCPrime (já passaram 2 de um total de 4 episódios) que recria uma experiência levada a cabo por dois 'psicólogos comportamentais' e que constou em agarrar em 15 tipos de diferentes extractos sociais, mas todos eles aquilo que genericamente se pode designar por pessoas normais, metê-los num espaço que recria o ambiente e o aspecto de uma cadeia, dividi-los ao acaso em dois grupos, um de guardas e outro de prisioneiros, e vêr como é que a coisa evolui. Esta experiência retoma uma outra, a Stanford Prison Experiment
que foi feita creio que nos anos 70, com resultados catastróficos: ao fim de poucos dias, teve de ser suspensa porque o ambiente na "prisão" tinha descambado por completo. Esta experiência feita agora sob a égide da BBC apostou muito mais na salvaguarda do aspecto ético, como forma de garantir um relacionamento correcto entre os participantes e até de forma a garantir que os direitos humanos dos participantes nunca seriam postos em risco. Estes cuidados todos limitam muito o efeito "reality show" do programa, mas dão muito mais destaque aos aspectos comportamentais da experiência, que é, basicamente, um estudo admirável sobre 1) a nossa capacidade de nos conformarmos ou não com papeís sociais que nos são impostos, 2) os mecanismos de poder que se estabelecem em qualquer grupo de pessoas, e de como esses mecanismos são um processo dinâmico que se está sempre a re-construir, e 3) de como um ambiente hostil pode influenciar o relacionamento entre pessoas "boas".
Vale a pena dar uma espreitadela. À quinta-feira, e como é na BBC, passa às nove horas em ponto (sim se fosse num dos nossos canais generalistas, os participantes eram conenados a prisão perpétua à espera que acabasse o noticiário das oito e os intermináveis intervalos publicitários).
Tags: