September 16th, 2003

rosas

os grandes olhos azuis de pedir sem querer dizer

Luís Bernardo Honwana nasceu em 1942, foi jornalista, é escritor, e desenvolve actividade política. Desde o início dos anos 60 militou na Frelimo, e esteve preso. É autor de, tanto quanto sei, um único livro, que foi publicado pela primeira vez em 1969, e é considerado um dos textos fundadores da pátria moçambicana. É um livro de contos, intitula-se 'Nós Matámos o Cão Tinhoso', e pelas suas páginas passa uma beleza que raras vezes foi tão sofrida e pungente.
Luís Bernardo Honwana foi convocado para nos deslumbrar à sombra dos palmares e, no conto que se revela, explica de forma fulgurante e comovente o mistério de AS MÃOS DOS PRETOS.