?

Log in

No account? Create an account

toda a tarde não consigo concentrar-me
rosas
innersmile
Toda a tarde não consigo concentrar-me
na medíocre minudência do ofício.
Precisava do silêncio para dar-me
do trabalho, algum proveito e benefício.

Mas a luz que p'la janela banha o quarto
e o desalinho dos papéis defronte a mim,
Traz também o motor sonoro e farto
de um cortador de relva no jardim.

És tu então que vejo quando espreito,
entregue ao teu trabalho manual.
Vai-se a tarde num tropel pelo meu peito
rendido a esse encanto natural:

- o sol pelos teus braços derramado
empalidece em meu olhar despedaçado.
Tags: