?

Log in

No account? Create an account

chaínho e goulart
rosas
innersmile
No âmbito da Coimbra 2003, integrado no I Festival da Guitarra de Coimbra, concerto ontem, no auditório do ISEC com António Chaínho, Eduardo Miranda e Tunico Goulart. Hora e meia de magia pura e de aventura total, em que o superior virtuosismo dos executantes esteve sempre ao serviço da imaginação, do diálogo, da fusão, da cumplicidade, da alegria e da entrega. E, claro, do prazer enorme de tocar junto, que subiu do palco para a plateia.
[Acresceu, ao prazer da música, o gozo do reencontro. O Tunico Goulart foi professor de guitarra dos meus sobrinhos, e é grande amigo da família lá de baixo e, por intermédio deles, dos meus pais. Foi saboroso ver a alegria e o carinho que que faiscou naqueles abraços.]

Passamos os cinzentos meses do outono e do inverno a cantar it might as well be spring. E subitamente, numa manhã de sol e céu azul, chega a promessa. Os espíritos, nomeadamente estes que me chegam pela rede de todas as virtualidades, parecem restless as a willow in a windstorm e jumpy as a puppet on a string. A mim, não me costuma dar para celebrar estas ocasiões de calendário. Mas, caramba, I feel so gay in a melancholy way, That it might as well be spring. Já é.