?

Log in

No account? Create an account

o tempo parece correr contra ti
rosas
innersmile
O tempo parece correr contra ti
Chamam-te a ruína e o abandono
Descasca-se a cal dos muros
Invadem as raízes o lugar das antigas ruas
E a porta do Gama é um marco podre e sem sentido

E todavia chega sempre mais alguém
Procurando a paz das tuas sombras
E o escorrer lento das tuas horas
Alguém que desconhece as fotografias brilhantes
de um outro esplendor, tiradas pelas
mesmas mãos de um poeta que te adivinhava
o futuro ruinoso, e o sangue manchando
a branca lâmina das lanças.

E sempre que alguém atravessa a
improvável ponte que te prende
ao lugar de uma prisão, de um cemitério,
E te pisa nas horas de azáfama,
as primeiras horas solares que aproveitas
para os afazeres rotineiros dos teus dias
Tu és nave.
Elevas-te das águas da baía
e és nave.
E o tempo que parecia correr contra ti
submete-se à inevitabilidade do teu futuro.
Tags: