January 31st, 2003

rosas

azembla's quartet em concerto

Estreia ontem no Gil Vicente do Azembla's Quartet, o projecto que Pedro Renato, dos Belle Chase Hotel, juntou para dar corpo às bandas sonoras que escreveu para os filme de António Ferreira, 'Respirar (Debaixo d'Água)' e Esquece Tudo o Que Te Disse'. Concerto abreviado por, nas palavras de PR, escassez de repertório (ainda houve uma sugestão da plaeia de que tocasse tudo outra vez), e ausência de alguns convidados prometidos no programa. Mas nada que podesse ensombrar a grande capacidade "ambiental" da música de PR, que é, de resto, uma das marcas dos BCH. Isso nota-se até no facto de o conjunto de composições ontem dadas a conhecer não só aguentarem bem a ausência das imagens para que foram criadas, como serem capazes de criar ou sugerir outros ambientes ou cenários. Por outro lado, é uma música de certa forma aparentada com a banda desenhada, que mais do que reproduzir, naturalisticamente falando, determinados universos, como que os desenha naquilo que são os seus traços fundamentais (e, por isso, mais identificáveis e reconheciveis).
Bom, todo este paleio para dizer que PR é um músico de uma eficácia a toda a prova e que vale a pena seguir atentamente o seu percurso.

Hoje, se tudo correr bem, vou ver a nova peça da Escola da Noite, que junta as três peças que Gil Vicente escreveu enquanto esteve "exilado" em Coimbra (fugido, tanto quanto sei, de um surto de peste em Lisboa). Estou com saudades de ver teatro, e tenho muita vontade de ir ver o novo espaço teatral de Coimbra, por isso, ai ser um bom programa. Espera-se, pelo menos...

E enquanto uns fogem de Lisboa com medo da peste, outros preparam-se para a demandar. Estes lusitanos são loucos...