December 9th, 2002

rosas

david's pictures. #1

(david's pictures. #1)
Olhas-me com o rosto que tinhas há quarenta anos. Está intacto o teu rosto: belo, puro, determinado. Forte como as espáduas dos cavalos. Malévolo como toda a beleza. Tu olhas-me e eu apercebo-me da minha fraqueza. Apercebo-me como, mesmo com quarenta anos de intervalo a separar-nos, tu és mais forte do que eu. Há uma ilimitada diferença: tu mais o teu rosto, aprisionados para sempre no preto-e-branco da fotografia; eu livre de deambular para fora desta sala, mas aprisionado pelo fascínio, irreal mas físico, etéreo mas material, maciço, concreto e sensual, do teu rosto. E do meu medo.