November 15th, 2002

rosas

inventário do dia quinze de novembro

inventário do dia quinze de novembro

uma sexta-feira muito desejada
as palavras banais de uma canção
um tédio que desprende de um bocejo
a esperança de que bons tempos virão

uma galinha do campo em cabidela
reuniões que parecem não ter fim
correio que promete o paraíso
e entre o lixo, um e-mail só para mim

uma chuva que nos tomba cá de dentro
e que por dentro da gabardina molha
uma ilusão que cruzamos numa esquina
um olhar que nós olhamos. que nos olha

a perspectiva de dois dias de leitura
e talvez um filme de sucesso

aos amigos que me lêem de passagem
adeusinho. até ao meu regresso