October 22nd, 2002

rosas

alexandre?

No Y de sexta-feira, a notícia de que o Baz Luhrmann (Strictly Ballroom, Romeo+Juliet e Moulin Rouge!) prepara um filme sobre Alexandre, o Grande. O argumento, de Ted Tally (Silence of The Lambs), sintetiza as 1200 páginas de uma trilogia sobre A; agrada-me a ideia de que seja a que foi escrita pela Mary Renault, mas deve ser pouco provável.
Claro que fiquei entusiasmado (apesar de o filme não dever estrear antes de 2004): o BL é um dos meus realizadores favoritos e Alexandre é uma das personagens históricas que mais me fascinam. Já havia a fabulosa canção do Caetano Veloso. Agora, o excessivo Alexandre "pelas mãos" do excessivo Luhrmann. O que, de resto, nem é muito surpreendente: a vida de Alexandre (os poucos factos que se conhecem sobre a sua vida, as incontáveis lendas que o transformaram, et pour cause, numa personagem maior que a vida) contém todos os ingredientes, a começar pela dose certa de modernidade e classicismo, que normalmente atrai BL.
Bom, só resta esperar (im)pacientemente.