?

Log in

No account? Create an account

MIB II
rosas
innersmile
Men In Black II. Fun fun fun. Normalmente as sequelas são diferentes dos filmes originais: piores (quase sempre) ou melhores (raramente), mas, normalmente, diferentes. Bem, desta vez, é igualzinho, sem tirar nem por. Bem, talvez tenham tirado um bocadinho: com menos de 90 minutos de duração, o filme mostra uma capacidade de concisão que é um dos seus trunfos, não há ali nada daquela gordura que muitas vezes os realizadores gostam de por para dar uma caução de seriedade "à coisa". Nada disso, aqui é mesmo só desbunda. E depois Barry Sonnenfeld gosta de pregar partidas e trocar o cast: a Lara Flynn Boyle a fazer de extra-terrestre e o Michael Jackson a fazer de humano!

Ontem na Revista do Expresso entrevista com o empresário de futebol José Veiga. Ok, eu já não tinha ilusões nenhumas acerca do lodaçal que é o futebol português, mas ver assim preto-no-branco, despudoradamente escarrapachado nas páginas de um jornal sério, é um choque que me leva a nunca mais "sofrer" a ver um desafio de futebol da super-liga. Que vergonha. O tipo assume que o que faz os resultados é o jogo de interesses, lucrativos claro, que faz os jogadores rodarem de clube em clube. Não há equipas, não há trabalho sério, não há planeamento. Só há, de um lado, dirigentes corruptos e ambiciosos e, do outro, empresários sem escrupulos que ganharam um poder praticamente ilimitado. Os jogadores são carne para canhão, e o público, nós!, cá estamos para garantir que o show must go on.
Tags: