July 16th, 2002

rosas

pouco barulho

Adoro estes dias de azul e brasa. Pode ser que daqui a uns dias comece a ficar farto do calor, mas por enquanto está-me a saber bem este calor excessivo. Queima a pele. Seca os ossos (ok, o pior são estes noventa e tal quilos de matéria que estão entre os ossos e a pele, e que nem o sol mais castigador os consegue derreter...)

Na noite de domingo cheguei a casa por volta das onze, e estive na net até às três da manhã. A única coisa boa foi que só passei de raspão pelo irc, o resto foi mesmo a navegar e a pontuar livros, discos e dvd's na Amazon.co.uk; resultado: agora a minha lista de recomendações começa a ter coisas que efectivamente me interessam. Também fiz uma wish list, para que nunca me faltem razões para gastar dinheiro.

Ontem à noite, depois de dar uma voltinha a pé (que implicou jogar basquete com o Gugu, coisa que já não fazia há séculos, o que, de resto, se notou pela persistência com que falhei os cestos, ao contrário dele que, mal apanhou o geito se fartou de encestar. Isto, note-se, apesar da nossa categórica diferença de alturas...), fui para a cama à meia-noite, e à meia-noite e meia estava de luz apagada, a dormir. Acordei às cinco com uma voz a gritar "pouco barulho". Completamente desperto! Pensei em levantar-me para ver o que se estava a passar, mas estava com preguiça. Fechei os olhos e apercebi-me que o barulho todo estava na minha cabeça, uma espécie de sonho que não era narrativo (nem sequer narrativo não-linear, à laia do Lynch), mas que tinha apenas a parte dos efeitos visuais e sonoros: nuvens cinzentas em movimento rápido e a fazerem muito barulho. Ou seja, o tal grito de "pouco barulho" deve ter sido alguma reacção ao sonho, mas claro que não sei muito bem o que de facto aconteceu: se alguém efectivamente gritou, se fui eu que gritei e acordei com o meu próprio grito, ou se, o que é o mais provável, não passou tudo de uma cena de cinema mudo! A verdade é que voltei a adormecer quase de seguida, mas, apesar de tudo, hoje tornou-me a custar imenso a levantar. Agora só quero mesmo ir depressa para casa para ver se ainda durmo um bocado antes de ir nadar, mas não sei se vou conseguir sair daqui cedo!