?

Log in

No account? Create an account

the Robinsons' affair - I
mapa
innersmile
Mr. Robinson está apaixonado. Verdadeiramente apaixonado. Apaixonado em estado de paixão. Apaixonado pelo objecto da sua afeição. Apaixonado por outra pessoa. Por uma pessoa.
Os homens da idade de Mr. Robison normalmente não se apaixonam por outras pessoas. Apaixonam-se por ideias, por ideais, por arquétipos. Por abstracções. Por um soneto de Camões ou até apenas por um verso de Shakespeare. Por projecções mais ou menos simbólicas que eles próprios constroem, involuntariamente, ou mesmo propositadamente, para se sentirem vivos, fortes e sedutores. Apaixonam-se por memórias, por fios de lembrança. Ou mesmo em homenagem a essas memórias. Apaixonam-se pelo passado, o seu e o alheio. Apaixonam-se por pormenores. Por detalhes. Como o remate de carne que fica no espaço entre o nariz e o lábio superior. Ou umas gotas de suor que escorrem pelas frontes de um rosto, os cabelos colados à pele.

(Benjamim, deitado num colchão insuflável que flutua no centro da piscina, fecha os olhos escondidos atrás dos óculos escuros. Hello darkness my old friend. Um copo alto de sumos tropicais multicolores despenha-se das alturas e despedaça-se no concreto que rodeia a piscina. Milhares de pequenos destroços espalham-se em redor, sem qualquer ordem aparente.
Tags: