May 1st, 2002

rosas

feira do livro + eleições francesas

Visita rápida à feira do livro, com promessas de que não gastaria um único cêntimo. Pois: Alexandra Alpha, do Cardoso Pires (já li há demasiado tempo, preciso de reler), Ao Volante pela Cidade, conversas com 10 arquitectos realizadas pelo Manuel Graça Dias para a TSF, e Questionar Apaixonadamente: O Teatro na Vida de Luis Miguel Cintra, de Maria Helena Serôdio.

O resultado de Jean Marie Le Pen na primeira volta das presidenciais francesas, é verdadeiramente, e multiplamente, assustador. Desde logo pelo sinistro da figura, pelo tom provocatório e arrogante (alarve) a que Le Pen sempre recorre quando defende as suas bestialidades. Depois, porque não se imagina como é que uma nação "superior" se rende assim a tal figura. Que fascinio exerce a alarvidade sobre as massas, sobre as populações mais desfavorecidas precisamente? Como é que europeus não se assustam com uma espécie de lava pestilenta e nauseabunda que escorre destes fenómenos fascistóides e nazis (sim, já não se trata de epifenómeno, nem de neo-nazismo; já estamos a falar da "real thing")? Como é que os políticos europeus não aprendem que as populações europeias reagem, infelizmente, ao aparecimento de uma nova classe de políticos burocratas, funcionários e corruptos, fugindo para as franjas radicais do discurso ultra-nacionalista? Enfim, não se percebe bem o que é que vai acontacer a seguir, mas o que eu sinto é que, como no trailer de um qualquer filme de terror que se anuncia para brevemente, "tenham medo, tenham muito medo"
  • Current Music
    Bent - Programmed to Love