miguel (innersmile) wrote,
miguel
innersmile

spirit

Boa parte das noites de Verão foram passadas na varanda, a ver o planeta Marte. Uma lanterna intensa e vermelha, a acompanhar-nos, quase ao alcance da mão, e a contar as horas suspensas da madrugada.
Agora chegam pelos olhos do telejornal, imagens da superfície do planeta, enviadas pela sonda Spirit. ‘Paisagem inóspita varrida por violentas rajadas de ventos secos’, é como num jornal se descreve a Cratera Gusev, onde a sonda pousou (não faz sentido usar o verbo “aterrar”, pois não?). Talvez seja por isso, por causa de toda essa ventania, mas a verdade é que não consigo divisar nas imagens televisivas as marcas, no planeta, do meu olhar perscrutador.
Subscribe
  • Post a new comment

    Error

    default userpic
    When you submit the form an invisible reCAPTCHA check will be performed.
    You must follow the Privacy Policy and Google Terms of use.
  • 7 comments