Top.Mail.Ru
? ?

Previous Entry Share Flag
18
rosas
innersmile
Comecei a escrever este diário online no dia 30 de Julho de 2001. Durante 16 anos, escrevia sempre nesse dia um texto de reflexão sobre o próprio blog, sobre o seu papel na minha vida, sobre o prazer da escrita e o de sermos lidos pelos outros.

O ano passado, no dia 30 de Julho, eu tinha acabado de sair do hospital, onde fiz uma primeira nefrectomia, e o meu irmão tinha morrido poucos dias antes. Nesse dia escrevi no innersmile, mas nem me lembrei da data, com a intensa e urgente necessidade de escrever sobre o meu irmão e a sua morte.

Este ano estava novamente internado no hospital. A 26 fiz nova nefrectomia, e no dia 30 não estava em condições de escrever ou fazer seja o que fosse. Mas acho que me lembrei de efeméride, já não sei se no próprio dia ou depois.

Não há grande reflexões a fazer acerca da minha "blogging life" neste décimo oitavo aniversário do innersmile. Os tempos recentes têm sido maus demais, e quando aqui fui escrevendo foi sobretudo para falar da minha doença e dos internamentos sucessivos. De vez em quando, mais a título de registo do que outra coisa, escrevi sobre os livros que li, umas notas muito breves quase tiradas do que escrevo no Goodreads, e mais umas poucas observações.

Durante muitos anos, escrever neste diário era essencial na minha vida, fazia intrinsecamente parte dela. Por enquanto, pelo menos, ele não é o lugar de onde eu olho a vida e o mundo. A realidade é mais forte e implacável.



  • 1
E pur si muove.
Parabéns, apesar de tudo e de todos. É um feito.

Parabéns pelo aniversário, apesar de tudo. Talvez um dos blogs em português mais antigo e sem dúvida um dos que eu mais gosto de ler.
Gosto muito de como escreve e apesar das notícias tristes e do sofrimento que tem vivido, é um dos que me dá mais prazer de ler.

Muito obrigado pelo comentário e pela atenção. É sempre uma alegria encontrar novos leitores.

Sobre Elvis, no Brasil

(Anonymous)
Duílio L. (1000 PRINCIPAIS AVALIADORES)
5,0 de 5 estrelas
18 de outubro de 2016
Formato: eBook KindleCompra verificada
Uma reunião de várias histórias muito boas e com um a qualidade impecável. Deveria haver versões física desse livro e disponibilizados em bibliotecas e espaços públicos. Recomendo altamente a leitura deste.

N M (1000 PRINCIPAIS AVALIADORES)
3,0 de 5 estrelas
11 de janeiro de 2017
Formato: eBook KindleCompra verificada
E uma coletânea interessante de contos. O que gostei e que são histórias sutis e com personagens legais.
Desejo sucesso para o autor.

Parabéns meu caro Obi-Wan.

Que tua jornada continue de alguma forma, agora em paz. Por aqui, ela segue viva em tua obra.

Muitas saudades meu querido Miguel

Já se torna rotineiro passar por aqui para ver se há uma publicação nova, mesmo sabendo que ela não virá. Oh Miguel, como é triste saber que já não estás entre nós. Como me custa aceitá-lo. Porque será que estou constantemente a pensar em ti?

Um beijinho até aí, onde quer que estejas.

Mark

Muito triste esta notícia que acabo de ler.

E cá estou eu, novamente. Vir ao blogue do Miguel já é quase uma rotina. Ponho-me a ler os seus textos. Lembrá-lo é uma forma de não o deixar morrer.

Mark

Horário do Fim

morre-se nada
quando chega a vez

é só um solavanco
na estrada por onde já não vamos

morre-se tudo
quando não é o justo momento

e não é nunca
esse momento

Mia Couto, in "Raiz de Orvalho e Outros Poemas"



Querido Miguel, fazes-me falta, queria que estivesses aqui. Que estivesses bem. Se eu pudesse partilhar contigo o que me vai na alma . Só tu entendias. Queria acreditar na eternidade.....

Jornadas

(Anonymous)
Acabei de saber.
Não penso, Miguel, que fosses recordar o meu nome. Foi há demasiado tempo!
Seja como for, aqui estou, depois de quase uma década de abandono deste canto, para me desgostar, para me lamentar, para chorar um pedaço de alma.
Estou profundamente dorido com a tua partida.

Um abraço do Jornadas.

Miguel, dois anos.

(Anonymous)
Miguel, eu ainda me lembro. Sempre.

Um abraço.

Mark

Assino.

Não conheci o Miguel nem sequer me lembro de ele. Mas fiquei emocionado com o post dele e ainda mais pela sua morte. Agradecia que um dos amigos do Miguel em Coimbra entrasse em contato comigo.
Paul
Livraria Papa-Figos
Redondo
paulmollet@yahoo.com

  • 1