?

Log in

No account? Create an account

Previous Entry Share Next Entry
leituras
rosas
innersmile
Continuo a entrar e sair do hospital por causa das infecções. Desde a última vez que escrevi aqui, já tive alta e, ao fim de 6 dias em casa, voltei a ser internado, e hoje tive alta de novo. Claro que com isto tudo as leituras ficam para trás, tanto mais que, muitas vezes, nem sequer tenho disposição para ler. Assim, nos últimos meses apenas li os livros seguintes.


Um thriller jurídico que aborda a questão dos crimes de guerra e dos tribunais penais internacionais. Tem os seus momentos mas achei um bocadinho arrastado.


Uma colecção dos textos que JSM escreveu sobre teatro ao longo de toda uma vida dedicada ao texto e ao palco. Tratando-se, naturalmente, de uma perspectiva pessoal, e com a escrita culta e sedutora do autor, este volume é, no mínimo, um guia para o teatro que se fez e faz em Portugal e na Europa nos últimos sessenta anos.


Relido quase 25 anos depois de o ter lido pela primeira vez. O mesmo entusiasmo, e o mesmo poder de sedução da escrita de Armistead Maupin, do seu sentido de humor, da atenção aos detalhes, do tom ligeiro com que aborda os seus personagens em profundidade. Um livro muito divertido de ler, e que deu vontade de reler todos os volumes da série.


Mais do que uma História da literatura gay norte-americana na segunda metade do século XX, Eminent Outlaws é uma narrativa do que foi esse tipo de literatura, e do seu significado social, político, artístico e cultural no processo de reconhecimento civil dos direitos dos homossexuais.

A construção dessa narrativa baseia-se na análise das obras literárias que foram publicadas, mas entre os autores focados, e são bastantes, há dois que de certo modo constituem a espinha dorsal do livro, primeiro Gore Vidal, e depois Edmund White.

Gostei mais da primeira metade, ou dos primeiros dois terços, do livro, não tanto porque conheço melhor a obra dos autores aí abordados, mas porque achei essa narrativa mais coerente.

Pessoalmente, o livro agradou-me imenso. Porque me permitiu fazer uma síntese das minhas próprias leituras com esta temática, mas também porque enriqueceu e aprofundou essas minhas leituras.