?

Log in

No account? Create an account

Previous Entry Share Next Entry
leituras de março
rosas
innersmile
Foram as seguintes as leituras do mês de março.


Um thriller emocionante que nos leva ao coração do regime totalitário da Coreia do Norte, ou seja aos próprios Kim, os grandes, queridos e amados líderes. Um dos aspectos interessantes do livro é a forma como ele assenta não apenas na realidade da Coreia mas na sua própria história, o que contribui decisivamente para o efeito de suspensão da incredulidade.


Nova edição do volume que reúne toda a poesia de Fernando Assis Pacheco, aumentada com inéditos. Sou fã da escrita de FAP, seja a poética, seja a prosa, de ficção ou jornalística. Mas os seus poemas são verdadeiramente incontornáveis, entre muitas outras razões pelo conjunto de poemas que reflectem, e reflectem sobre, a sua experiência da guerra colonial. Mas o que verdadeiramente me prende na poesia de FAP é o modo como ela testemunha o olhar de quem vive os dias, de quem vive os outros, de quem vive o mundo.


Um thriller bem esgalhado, com excelente ritmo e uma grande capacidade de nos prender a atenção e fazer querer ler sempre mais uma página. Passa-se em Londres, o tempo está sempre húmido e gelado, tem um serial killer à solta, e uma detective policial sui generis.


A primeira aventura publicada por Edgar P. Jacobsen. Longe do apuro de Blake e Mortimer, mas já a prometer uma arte limpa e uma narrativa de aventuras.


Apesar de faltarem alguns aspectos habituais das histórias de Blake e Mortimer (como a ficção científica ou o mundo da espionagem), este Caso do Colar traz os dois heróis para as ruas e principalmente para os subterrâneos de Paris, num thriller policial puro.


Uma excelente biografia de uma das mais consagradas figuras da literatura portuguesa contemporânea. Mesmo para quem, como eu, não é grande leitor da obra de Agustina. Isabel Rio Novo escreve esta biografia, não apenas baseada em entrevistas e documentos históricos, mas principalmente numa close reading da obra agustiniana, e é esse aspecto que lhe confere uma marca de destacada qualidade.


A vantagem deste livro é a de que em duas tardes conseguimos ficar com uma ideia muito razoável, se não da história da Alemanha, pelo menos das linhas principais da sua evolução história, dos seus principais protagonistas, dos acontecimentos mais marcantes.
A desvantagem é que o livro tem, logo à partida, "uma tese" e limita-se a olhar a história da Alemanha, com o único e firme propósito de a confirmar.