?

Log in

No account? Create an account

Previous Entry Share Next Entry
intorno a me girava il mondo como sempre
rosas
innersmile
O poder da música pop, desses três breves minutos de sonho e evasão, é fantástico.

Um tipo está triste e desanimado, a sentir-se a pessoa mais infeliz do 'mondo', num final de tarde do primeiro fim de semana do ano, na cama do hospital, com a máscara de oxigénio enfiada na cara, sem a qual a definição de respirar começa a ser um conceito muito indeterminado.

Na TV pendurada na parede da enfermaria, ao alto, em frente à cama, um filmezinho de final de tarde, uma comédia romântica, começa a prender-nos uma vaga atenção, dificultada pela falta dos óculos, que não encaixam na máscara de oxigénio.

Às tantas, numa sequência do filme alguém põe a tocar um disco com um antiquíssimo êxito da música italiana dos anos sessenta: Il Mondo, de Jimmy Fontana.

E por breves instantes o quarto de hospital desaparece, tudo parece desaparecer, e apenas apetece abrir os braços o mais possível, até conseguir tocar com os dedos o mundo que gira à nossa volta.

E este texto é para a Ana, que partilha comigo a capacidade de abrir os braços para tocar 'il mondo', mesmo nos momentos mais tristes.



No, stanotte amore
Non ho più pensato a te
Ho aperto gli occhi
Per guardare intorno a me
E intorno a me
Girava il mondo come sempre
Gira, il mondo gira
Nello spazio senza fine
Con gli amori appena nati
Con gli amori già finiti
Con la gioia e col dolore
Della gente come me
Oh mondo, soltanto adesso
Io ti guardo
Nel tuo silenzio io mi perdo
E sono niente accanto a te
Il mondo
Non si è fermato mai un momento
La notte insegue sempre il giorno
Ed il giorno verrà
No, stanotte amore
Non ho più pensato a te
Ho aperto gli occhi
Per guardare intorno a me
E intorno a me
Girava il mondo come sempre
Gira, il mondo gira
Nello spazio senza fine
Con gli amori appena nati
Con gli amori già finiti
Con la gioia e col dolore
Della gente come me
Oh mondo,…


  • 1
Força, querido Miguel! Muitas orações para ti. ❤️

  • 1