?

Log in

No account? Create an account

Previous Entry Share Next Entry
limite
rosas
innersmile
Há uma cruel ironia na circunstância de termos passado os nossos últimos tempos juntos sob o signo da minha doença, e subitamente teres sido tu a morrer.
Quantas vezes me disseste, nessas últimas semanas a que tivemos direito, que eu era rijo, resistente, mais forte do que eu próprio me julgava capaz de ser. E num desalinho de dois ou três dias, tão estranho e confuso, teres morrido.
Talvez seja a verdade das coisas, eu ser da doença, toda a minha vida ter sido marcada e resgatada pela doença. Tu eras da vida. E quando ela tropeçou num limite improvável, tu morreste.
Tags: