?

Log in

No account? Create an account

Previous Entry Share Next Entry
wonder wheel
rosas
innersmile
Gostei imenso do novo filme do Woody Allen, Roda Gigante (Wonder Wheel), mais uma variação daquele que tem sido um dos temas recorrentes da filmografia mais recente do realizador (pelo menos depois de Matching Point): o sacrifício dos inocentes. Numa história de gente atormentada, dissimulada ou mesmo mal-intencionada (até a criança é pirómana, caramba) só a pobrezinha da ingénua (ou não tão ingénua como isso, mas pelo menos pura e transparente) é verdadeiramente sacrificada de modo a que a vida possa continuar a ser o que era antes dela aparecer.

De entre todas as qualidades do filme (e a menor delas não será o desempenho fabuloso da Kate Winslet, na sua estreia com Allen e a mostrar que ele continua a ser um grande director de actrizes), a maior delas todas é a fabulosa fotografia de Vittorio Storaro. Parece magia, aquilo que ele faz com a iluminação e as cores, parece um termómetro que vai tomando a temperatura ao enredo e às personagens, e ilumina-as de acordo com ela. Através das alterações da luz, grande parte das vezes no decurso da mesma sequência ou até do mesmo plano, o grande mestre italiano da cinematografia vai nos dando um insight para o estado emocional das personagens.
Tags: ,