miguel (innersmile) wrote,
miguel
innersmile

à tarde na sala

Preciso de voltar a deitar a cabeça
No teu colo, almofada tranquila da tarde
Na penumbra da sala
Só o teu colo afasta a vontade de chorar
E os teus dedos por entre os meus cabelos,
Eu ainda tinha cabelos que pediam os teus dedos,
E a palma da tua mão era suave e morna como
Nuvens.
Desde que te perdi, ou que nos perdemos,
Não sei se é traição ou destino
A vontade de regressar à sala,
A sombra da tarde,
A luz coada pelas cortinas finas,
O leve crepitar das páginas dobradas do jornal,
E voltar a pousar a cabeça no teu colo.
Tags: poemas
Subscribe
  • Post a new comment

    Error

    default userpic
    When you submit the form an invisible reCAPTCHA check will be performed.
    You must follow the Privacy Policy and Google Terms of use.
  • 8 comments