miguel (innersmile) wrote,
miguel
innersmile

jacques morelembaum, lula galvão, márcio dhiniz

Sessão de luxo, ontem, nas quintas do Conservatório de música de Coimbra: Jacques Morelembaum em trio, com Lula Galvão, no violão, e Márcio Dhiniz, na bateria, a tocar temas próprios e a revisitar clássicos da canção popular brasileira. Sempre, é claro, o incontornável Tom Jobim, mas também, por exemplo, uma versão deliciosa de uma das minhas canções preferidas, Coração Vagabundo, do Caetano (“que passou por meus sonhos, sem dizer adeus, e fez dos olhos meus um chorar mais sem fim”).

Aliás, fui confirmar a uma entrada antiga do innersmile, em junho de 2003, a um concerto do Morelembaum2+Sakamoto (um projecto que rendeu um disco fabuloso, Casa, e creio que um outro ao vivo), no Jardim da Sereia, em Coimbra, e lá estava registado que nesse concerto, um dos meus momentos preferidos foi quando tocaram o Coração Vagabundo. Há canções que nunca andam muito longe de nós, toda a vida.

Para além desse concerto com Ryuichi Sakamoto e Paula Morelembaum, todas as outras vezes que vi o violoncelista ao vivo foi a acompanhar o Caetano Veloso, durante o longo período que durou a sua parceria, e que foram, acho eu, os melhores anos do Caetano. O violoncelo de Morelembaum trazia às canções do Caetano, para além de uma enorme criatividade nos arranjos, um toque de melancolia que acentuava bem o natural lirismo dos seus temas.

Adorei por isso poder assistir agora, e finalmente, a um concerto em que Morelembaum é líder, numa formação que cruza com virtuosismo a liberdade criativa do jazz com a tradição e o embalo da bossa nova. É evidente que não tinha dúvidas acerca da sua qualidade, mas poder participar dela em concerto é outra coisa, uma oportunidade fantástica. Foi um grande concerto, e foi, além disso, uma excelente ocasião, a marcar esta edição das temporadas de concertos do conservatório.
Tags: concertos
Subscribe

  • agosto

    Estive mais uma vez internado no hospital, desta vez para tirar o rim direito. Ou seja, neste momento não tenho rins nem bexiga, e comecei a fazer…

  • I wanted to dance

    Há já algum tempo cruzei-me com um poema de Allen Ginsberg de que gostei muito, e que me ficou na memória. Há uns dias, a propósito de uma leitura,…

  • melhor do que o silêncio

    Ontem à noite, quando me ia deitar, vi nas redes sociais a notícia da morte de João Gilberto. Vieram-me logo à ideia dois versos de uma canção do…

  • Post a new comment

    Error

    default userpic
    When you submit the form an invisible reCAPTCHA check will be performed.
    You must follow the Privacy Policy and Google Terms of use.
  • 0 comments