Previous Entry Share Next Entry
esaú e jacó
rosas
innersmile


Como tem acontecido nos últimos anos, também este foi inaugurado, em termos de leituras, com Machado de Assis. Com Esaú e Jacó ficam lidos os cinco grande romances do autor (os outros são as Memórias Póstumas de Brás Cubas, Quincas Borba, Dom Casmurro e Memorial de Aires). Também já li um volume de contos, Contos Avulsos (que inclui a novela O Alienista, uma das mais celebradas obras de Assis). Tenho um ano para decidir se continuo a ler mais obras do autor, nomeadamente outros volumes de contos. Faz-me falta o meu mestre Saint-Clair, para me orientar nestas leituras.

Esaú e Jacó é, como o nome bíblico indica, a história de dois gémeos, absolutamente idênticos e furiosamente rivais em tudo, e da sua mãe. Uma das personagens principais do livro é o Conselheiro Aires, que está sempre a escrever no seu memorial, que constituirá o tema do romance seguinte, e último, de Machado de Assis.

As marcas de génio de Assis estão todas presentes neste romance, a começar pela criatividade narrativa (o narrador de Assis é único!), passando pelo humor e ironia, e a desembocar na ferocidade realista com que o autor analisa a sociedade da época, nomeadamente as relações de e com o poder, e o ritual quase paródico das relações sociais.

?

Log in

No account? Create an account