miguel (innersmile) wrote,
miguel
innersmile

balanços III, cinema

Muita preguiça a marcar este ano de filmes. Também o facto de ter estado em modo fade out durante umas semanas me impediu de ver alguns dos filmes que queria ver. O horário tardio das sessões do Cineclube também fez com que tivesse visto muito poucos filmes por essa via. Também não vi cinema em casa, ou pelo menos nada digno de nota. Ainda assim, arranja-se aqui um molhinho de bons filmes vistos este ano. Os meus preferidos foram:

- Mia Madre, de Nanni Moretti
- Heart of a Dog, de Laurie Anderson
- The Hatefull Eight, de Quentin Tarantino
- 45 Years, de Andrew Haigh
- O Filho de Saul, de Lázló Nemes
- Love is Strange, de Ira Sacks
- Sully, de Clint Eastwood
- I, Daniel Blake, de Ken Loach
- Carol, de Todd Haynes
- Cafe Society, Woody Allen

Para além destes, vi ainda:

- The Danish Girl, de Tom Hooper
- Joy, de David O’Russell
- Songs From The North, de Soon-Mi Joo
- Brooklyn, de John Crowley
- Anomalisa, de Charles Kaufman e Duke Johnson
- Spotlight, de Thomas McCarthy
- Room, de Lenny Abrahamson
- Hail Caesar, de Joel e Ethan Coen
- Everybody Wants Some!!, de Richard Linklater
- Dheepan, de Jacques Audiard
- Queen of The desert, de Werner Herzog
- The Man Who Knew Infinity, de Matt Brown
- The BFG, de Steven Spielberg
- Miles Ahead, de Don Cheadle
- The Program, de Stephen Frears
- Quo Vado?, de Gennaro Nunziante
- Race, de Stephen Hopkins
- Juste La Fin du Monde, de Xavier Dolan
- Nocturnal Animals, de Tom Ford
- Collateral Beauty, de David Frankel
- Rogue One, de Gareth Edwards
Tags: inventários
Subscribe
  • Post a new comment

    Error

    default userpic
    When you submit the form an invisible reCAPTCHA check will be performed.
    You must follow the Privacy Policy and Google Terms of use.
  • 2 comments