Previous Entry Share Next Entry
o ruído do tempo
rosas
innersmile


Excelente ficção biográfica à volta do compositor Shostakovitch, e da sua relação com o poder soviético, em especial com Estaline.

Julian Barnes, através de um texto fragmentário, cruzando referências, equilibrando momentos de inquirição interior com outros mais históricos, desenha um retrato pungente e comovido de um dos maiores génios da música do século XX, ao mesmo tempo que participa da profunda reflexão sobre as relações entre a arte e o poder (o poder instituído, concreto, a nomenclatura), entre a liberdade individual e a liberdade criativa, entre a glória do génio artístico e a sordidez da luta pela sobrevivência quotidiana.

  • 1

Barnes

(Anonymous)
Miguel
De Barnes aconselho Amor & Cia.
Acabei de o reler e continua a ser surpreendente. A obra mais recente de Barnes é um pouco deprimente. Segundo o próprio, ele entrou em depressão em 2008, quando lhe morreu a mulher e tem passado períodos muito negros, com pensamentos suicidas.
Inglaterra! Inglaterra também é muito bom.
ptc

gostei bastante deste e fiquei com vontade de experimentar outras obras dele, nomeadamente essas anteriores à morte da PK. por isso agradeço muito os seus conselhos e sugestões, que vou seguir.

  • 1
?

Log in

No account? Create an account